segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

PREFERÊNCIAS

Alguém que passa a vida em solidão,
tendo alegria nesta orfandade,
não há de entender, nunca, a razão
do amontoado da comunidade.

Tal um camelo em circo, solitário,
preso a uma jaula em meio a multidão,
eu sou assim, tal qual o dromedário
sinto-me preso e observado então.



Postar um comentário